Publicado por: glauciorocha | 15/04/2009

Cenários do Live Migration

O Live Migration do Hyper-V™ aumenta a flexibilidade de muitas aplicações e usos do Hyper-V™, mas os seguintes cenários de uso são interessantes exemplos de como o Live Migration fornece benefícios ao mundo real.

Manutenção de Computador Físico
As atualizações de segurança de computador físico, a manutenção de software e a manutenção de hardware são considerações muito significativas em um cenário de virtualização de servidor. Como um único host físico que executa o Hyper-V™ pode hospedar múltiplas máquinas virtuais, qualquer tempo de indisponibilidade necessário para atualizar o computador físico pode afetar todas as máquinas virtuais em execução naquele computador físico. Como a segurança das máquinas virtuais em execução no host físico é parcialmente dependente da segurança do sistema operacional do host físico, manter os hosts físicos atualizados e protegidos é especialmente importante.

O Live Migration do Hyper-V™ traz dois benefícios principais ao cenário de manutenção de servidor. A capacidade de migrar uma máquina virtual em execução de um host físico Hyper-V™ para outro sem nenhum tempo de indisponibilidade significa que as máquinas virtuais podem ser migradas longe de um host físico Hyper-V™ antes de ser feita a manutenção. Após ser feita a manutenção do host físico e ele ser reinicializado, as máquinas virtuais podem ser migradas de volta ao computador físico. Tudo isso pode acontecer sem nenhum impacto sobre a disponibilidade da máquina virtual. Além disso, como a manutenção de host físico pode ser realizada sem nenhum impacto sobre a disponibilidade da máquina virtual, esta manutenção pode ocorrer durante o horário comercial. Finalmente, como as operações do Hyper-V™, incluindo o Live Migration, podem ter script usando a interface WMI do Hyper-V, muitas operações de manutenção de host físico podem ser automatizadas. As ferramentas de gerenciamento de sistema que podem fazer script ou chamadas WMI, tal como o Microsoft System Center Configuration Manager, podem ser configuradas para trabalhar com o Live Migration.


Figura 6/7/8 – Manutenção de Host Físico

Centro de Dados Dinâmico
Com o Live Migration do Hyper-V™, as organizações podem implementar ambientes dinâmicos de TI. Os ambientes dinâmicos de TI facilitam o provisionamento de servidores baseado na real utilização e demanda de serviço, ao invés do critério menos flexível, tal como a demanda esperada. O gerenciamento lógico do ambiente dinâmico de TI atribui máquinas virtuais aos hosts físicos Hyper-V™ de acordo com a real utilização e demanda.

Por exemplo, se um ambiente de TI hospeda uma aplicação baseada na Web e o número de solicitações simultâneas ao site da Web aumenta, o Microsoft System Center Virtual Machine Manager (VMM) pode automaticamente fornecer um ou mais servidores da Web adicionais. Ao provisionar esses servidores da Web, o Virtual Machine Manager leva em conta a carga de trabalho no atual hardware físico. Se a carga do ambiente de TI continuar a aumentar, o Virtual Machine Manager pode alternar hosts físicos adicionais e inicializar mais máquinas virtuais para atender à carga.

Quando a carga flutua, as máquinas virtuais podem ser transferidas entre os hosts físicos para manter alta as taxas de utilização de hardware. Os hosts físicos não utilizados podem, então, ser desligados, o que reduz o consumo de energia e os requisitos de resfriamento e, consequentemente, ajuda a minimizar os custos de funcionamento. As más detecções entre a capacidade do host físico e as demandas da máquina virtual podem ser mais facilmente corrigidas porque não é necessário nenhum tempo de indisponibilidade para mover uma máquina virtual para um host físico com mais capacidade de processamento disponível. Se o uso ou o desempenho do host físico mudar após uma máquina virtual ser colocada naquele servidor, a máquina virtual pode se facilmente migrada para um servidor com mais capacidade livre. O Virtual Machine Manager pode ser usado para facilmente fazer relatório sobre a utilização atual do host físico e ajudar a selecionar os candidatos ideais para a máquina virtual em questão.


Figura 9 – Carga de Trabalho Movida para um Servidor Mais Potente

TI Verde
Até 33% da energia consumida por muitos centros de dados destina-se ao resfriamento e a outros requisitos de infraestrutura. A abordagem ágil de carga de balanceamento permitida pelo Live Migration do Hyper-V™ pode ser estendida para reduzir o consumo de energia no centro de dados. Os centros de dados com cargas flutuantes podem usar a automatização via scripts e o Live Migration para aumentarem a taxa de consolidação de máquina virtual durante os momentos de baixa demanda. Com menos servidores hosts físicos executando mais máquinas virtuais, o host físico não utilizado pode ser desligado para reduzir o consumo de eletricidade e a demanda de resfriamento. Em antecipação aos períodos de maior demanda (como uso de pico diário, processamento de final de trimestre ou de final de ano), o host que está offline pode ser novamente colocado em atividade e a carga de máquina virtual pode ser redistribuída com o Live Migration.

O recurso Live Migration do Hyper-V™ é integrado com o Windows Server 2008 R2 Hyper-V™ e nenhuma licença separada ou instalação de produto é necessária. De fato, qualquer migração que foi feita com o Quick Migration e que também incluía processadores do mesmo tipo suportará o Live Migration.


Figura 10 – Aumentando a Taxa de Consolidação

Resumo
O recurso Live Migration do Windows Server 2008 R2 Hyper-V™ aumenta muito a flexibilidade do Hyper-V™. A capacidade de mover máquinas virtuais em execução entre os hosts físicos Hyper-V™ sem nenhum tempo de indisponibilidade aos usuários não somente torna mais fácil a manutenção do host físico, como também abre novas possibilidades de escalabilidade dinâmica dos recursos de servidor para atender eficientemente as demandas variáveis. O Live Migration torna possível a fazer a manutenção nos servidores Hyper-V™ sem agendar uma janela de manutenção para as máquinas virtuais em execução. Quando a demanda sobre uma máquina virtual muda, você pode migrá-la para um servidor mais potente, sem nenhum tempo de indisponibilidade; ou se a demanda diminuiu, você pode migrá-la para um servidor onde a taxa de consolidação é mais alta a fim de reduzir o uso da energia elétrica. O Live Migration do Hyper-V™ possibilita o uso das máquinas virtuais com menos esforço e maior flexibilidade do que antes. Esses benefícios geram economia de tempo e de dinheiro em quase todo o uso da virtualização de servidor Hyper-V™.

Abraços,

Glaucio Rocha


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: